Pastores adotam bebê que estava em situação de rua: “Demos um passo de fé”

O casal Josh e Debs Walker estava distribuindo refeições e roupas para moradores de rua em Houston, no Texas (EUA), quando viu algo incomum debaixo de cobertores na calçada.

“Para ser honesta, eu achei que era um bebê embrulhado num cobertor. Estava encharcado e tinha um forte cheiro forte. Então comecei a desembrulhar os cobertores e encontrei um bebê bem pequeno”, disse Debs no site da Together for Adoption.

Com menos de dois meses de vida, o pequeno Isaías tinha mofo, sarna e ferimentos em sua pele. A mãe estava presente, mas não conseguia cuidar dele. O casal concordou em cuidar do bebê por um tempo, até a mãe “voltar aos trilhos”, mas acabou adotando Isaías meses depois, se tornando seu quarto filho.

Vindos de Dublin, na Irlanda, Josh e Debs chegaram nos EUA em 2005 e estabeleceram seu lar no Texas. “Tivemos três filhos pequenos e um ministério próspero em Dublin”, disse Debs. “Nós demos um passo de fé e três semanas depois encontramos Isaías”.

Isaías não é o único que recebe os cuidados de Josh e Debs em Houston. Através de seu ministério, 7more, eles se tornaram uma das únicas organizações da região a ajudar ex-condenados que saem do sistema prisional. Só em 2016, cerca de 5 mil ex-presidiários foram beneficiados pelo projeto.

Em seu trabalho nas ruas do Texas, eles descobriram que muitos dos moradores de rua eram, na verdade, ex-infratores que não tinham para onde ir. “Por causa da descoberta de Isaías, fomos levados a um entendimento rápido e profundo sobre o centro de Houston. Nossos corações foram quebrados pelas coisas que vimos”, conta Debs.

Cerca de 18 mil pessoas saem anualmente do sistema de justiça criminal do Texas, de acordo com a organização. Muitos deles, quando libertados da prisão, são deixados na “pior área da cidade”. “Esses homens estão tentando voltar à sociedade com boas intenções, mas sem recursos”, disse Josh.

Por isso, a missão da 7more é fazer com que cada homem e mulher seja recebido pela igreja. “Queremos ajudá-los a recuperar sua dignidade, sua honra”, disse Josh Walker. “Vocês estão aqui para fazer o bem e fazer a diferença nessa comunidade. Não apenas para sobreviver. Vocês não são cidadãos de segunda classe”.

Contando com cinco funcionários e mais de 50 voluntários, a 7more oferece o acompanhamento necessário para os próximos passos — como obter uma carteira de motorista ou procurar um emprego. “Queremos que eles tenham pessoas para caminhar com eles”, observa Debs. “Eles não estão sozinhos. As necessidades são diferentes para todos”.

FONTE: Guiame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *