“Estou viva, graças à maravilhosa graça de Deus”, diz cristã escravizada na Coreia do Norte

Hea-Woo é uma refugiada da Coreia do Norte. Ela passou vários anos em prisões e em campos de trabalhos forçados. Sua história foi compartilhada com a equipe das organizações Portas Abertas, que cuida de cristãos perseguidos em todo o mundo.

Apesar de uma vida repleta de sofrimentos e tristezas, Hea-Woo não abandonou a fé em Jesus. Ela chegou a perder a filha de 26 anos, que morreu de fome. Além disso, a cristã também perdeu o esposo que foi martirizado na prisão por causa da sua fé cristã.

E mesmo com essas perdas e tempos na prisão, ela lembra a figura de uma querida avó. Hea-Woo acabou presenteando as pessoas que a receberam na Portas Abertas. Os presentes iam de brinquedos a meias ou doces.

Hea-Woo ainda cantou a primeira estrofe da música Amazing Grace (Maravilhosa Graça) em coreano. Questionada sobre o que essa canção significa para ela, a cristã respondeu: “Em muitos momentos na minha vida, eu quase morri. Mas estou viva, graças à maravilhosa graça de Deus”.

Igreja Perseguida

A Portas Abertas alerta os cristãos sobre a importância de interceder pela Igreja Perseguida da Coreia do Norte. O país figura como o primeiro lugar da Lista Mundial da Perseguição 2018, onde há cerca de 300 mil cristãos que não podem revelar sua crença em Jesus.

Muitos deles estão presos em campos de trabalhos forçados. “Interceda para que os cristãos sejam fortalecidos no Senhor, mantendo a esperança firme nele. Clame para que a igreja secreta continue crescendo, apesar de toda perseguição”, pede.

Com informações do Portas Abertas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *