Jogador deixa carreira para ser missionário: “Queremos ir onde o Evangelho não chegou”

O missionário Hither Viana já foi alvo de bullying e até mesmo foi barrado em aeroportos por conta de seu nome ser tão parecido com o do ditador alemão Adolf Hitler. Ele conta que seus pais não tinham tanto entendimento e acabaram colocando o nome tão peculiar. Mas, hoje o jovem usa esse artifício para falar de Jesus às pessoas.

“A minha história começou na década de 80. Meu pai era caminhoneiro e minha mãe era costureira. Na década de 80, um médico veio morar no Brasil e segundo algumas pessoas ele tinha parentesco com Hitler. Ele queria me adotar e me levar para a Alemanha, só que o meu pai, como era o primeiro filho, disse que não ia deixar”, disse em entrevista.

Hither conta que apesar do pai não ter permitido que o médico o levasse para a Alemanha, acabou colocando o nome do ditador em seu filho, por falta de instrução. “Ele acabou colocando o nome de Hitler. Meu pai não era letrado, não tinha estudo, não tinha conhecimento de quem era o Hitler e aí colocou meu nome assim”, contou.

O rapaz conta que quando era criança, as pessoas chamavam seu pai de louco. “Eu cresci com esse nome e na escola o pessoal fazia chacota, zueira. Eu já fui parado em aeroportos. Muitas pessoas brincavam com meu nome”, lembra.

“Com passar do tempo eu mudei para outra cidade onde dei o pontapé inicial em uma escolinha de futebol para tentar uma carreira futebolística. Queria tentar fora do país também, mas não era a vontade de Deus para minha vida. Então eu larguei a carreira futebolística e comecei a fazer a vontade de Deus, que era estar na obra missionária”, contou.

Conversão

Hither conta como se entregou a Jesus. “Aconteceu em 2005, eu estava fazendo atividades físicas na cidade de Ouro Branco (MG) e encontrei com uma vizinha da minha tia caminhando ali. Ela me fez o convite para ir ao culto à noite em um igreja que ela congrega ainda hoje e eu fui nesse culto”, conta.

“Sem compromisso, sem nada, cheguei lá e Deus usou pastor com uma palavra abençoada. Ali eu levantei a minha mão e aceitei Jesus como Senhor e suficiente Salvador. Dali eu comecei a minha caminhada com Cristo e estou até hoje graças a Deus”, contou.

Hither é membro da Assembleia de Deus e atua como missionário itinerante em missões urbanas. “Pregamos na rua com trio elétrico e carro de som. Viajamos por todo o Brasil e já estive em alguns países. Eu realizo um trabalho de locução em eventos de peças agropecuárias para entrar com o Evangelho e quebrar esse protocolo”, comentou.

O missionário é casado há sete anos e pai de uma menina. “Nossos objetivos para esse ano são atingir as cidades do interior onde o Evangelho ainda não tem entrado. Meu foco é continuar com esse trabalho missionário que temos feito e em breve vamos lançar um DVD”, informou.

Ele conta que o DVD contará um pouco de sua história para motivar as pessoas. “Muita gente quer iniciar a carreira ministerial, mas não sabe por onde começar e o que fazer. Esse DVD vai mostrar para as pessoas que é possível sim ser usado através do Espírito Santo para exercer essa obra missionária em qualquer área”.

Fonte: Guiame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *