Revista incentiva adolescentes a fazerem aborto: “Pode ser divertido”

Artigo da 'Teen Vogue' com mensagem de apologia ao aborto. (Foto: Reprodução)

O evangelista californiano e pastor Greg Laurie usou seu sermão do último domingo (22) para falar contra a revista Teen Vogue e um recente palestrante do TED Talk por sugerir que o aborto pode ser “divertido” e que “a pedofilia é uma orientação sexual natural”.

Laurie, pastor da Igreja Harvest Christian Fellowship em Riverside, usou o exemplo bíblico de Daniel para criticar a sociedade pós-moderna ocidental — especificamente a norte-americana — por não ter vergonha de promover abertamente a perversão, o pecado e a violência.

“Eu me pergunto se nós ainda sabemos o que é ter alguma vergonha na América”, disse Laurie, de 65 anos. “A Bíblia diz que chegará um momento em que ‘o certo está errado e o errado está certo’, pelo menos na maneira como as pessoas percebem isto”.

Laurie advertiu que a América se tornou uma “nação de vítimas”, onde as coisas “nunca são nossa culpa”. “Você sabe, não há vergonha em ter um registro criminal. Na verdade, você pode até fazer um reality show com isso. Não há vergonha em ter filhos fora do casamento ou não saber quem realmente é o pai das crianças. [As pessoas] celebram esse tipo de coisa”.

“Não há vergonha em descobrir que você está grávida e até mesmo fazer um aborto”, continuou ele. “Vocês ouviram o mais recente? ‘O aborto pode realmente ser divertido”.

Laurie citou uma coluna da autora Solange Anzor, publicada pela Teen Vogue (uma edição do famoso periódico para adolescentes) na semana passada. O artigo é intitulado “Mulher divide Liga da Justiça e Combate o Estigma Anti-Aborto com Humor”. O subtítulo do artigo afirma: “Sim, o aborto pode ser divertido”.

“Eles tinham um artigo de opinião sobre alguns ativistas que querem usar a arte para aumentar a conscientização sobre a erosão dos direitos reprodutivos. Mas a ênfase é no humor e sua mensagem é ‘O aborto pode ser divertido”, Laurie disse à congregação. “Já nos esquecemos de como é ter vergonha? Não temos mais vergonha? O aborto pode ser divertido? Tirar a vida do nascituro inocente agora é percebido como algo divertido para alguns? Para mim, isso é simplesmente estarrecedor”.

Aceitação social da pedofilia

Laurie também citou também um vídeo do TedX Talk que ocorreu em maio e que contou com a participação da estudante de medicina da Universidade de Würzburg (Alemanha), Mirjam Heine.

“Havia uma jovem falando sobre um rapaz, cujo nome era Jonas. Ela disse que Jonas tinha um segredo. Um segredo que ele não podia compartilhar com ninguém, porque tinha medo da raiva e rejeição”, disse Laurie. “Seu segredo era que ele tinha que suprimir seu desejo sexual, porque era um pedófilo. Ele era atraído por jovens crianças do sexo feminino, com idades entre seis e 12 anos. Ela disse que a pedofilia é uma orientação sexual imutável como heterosexualidade”.

Laurie então perguntou novamente se a sociedade de hoje “se esqueceu o que é ter vergonha”. “Sério? Então o aborto é ‘divertido’ e a pedofilia é ‘normal’?”, continuou ele. “Não temos vergonha em nosso país hoje? Veja, essas coisas são chocantes e estão acontecendo diante de nossos olhos”.

Laurie citou as palavras de Jeremias 6:15, que afirma: “Ficarão eles envergonhados da sua conduta detestável? Não, eles não sentem vergonha alguma, nem mesmo sabem corar. Portanto, cairão entre os que caem; serão humilhados quando eu os castigar’, declara o Senhor”.

O pastor também afirmou que os americanos estão perdendo sua sensibilidade moral por meio de interações online. “Há toda esta onde de cliques lá fora… Estas pequenas manchetes, estas pequenas imagens: ‘Dê uma olhada nisso. Acesse isso”, disse Laurie. “Você clica nele e lança, você entra em um vórtice de algumas coisas realmente horríveis. Essas coisas o prejudicam. Elas dessensibilizam você”.

Citando as palavras do famoso evangelista Billy Graham, Laurie explicou que “Cristo pode ressensibilizar sua consciência”.

“Vocês tornam-se insensíveis a todo esse lixo ao qual estão sendo expostos? Vocês tornam-se insensíveis a essa necessidade espiritual dos outros? Vocês tornam-se insensíveis à condição perdida de pessoas que estão literalmente indo para um certo julgamento se eles não colocarem sua fé em Jesus Cristo?”, Laurie perguntou. “Como podemos ter nossa consciência sensibilizada novamente? Eu vou lhe dizer por onde começar. Gastar tanto tempo consumindo a palavra de Deus quanto consumindo mídia social. Que tal isso apenas para começar?”, lembrou Laurie, destacando as palavras de Billy Graham.

Laurie assegurou que se as pessoas hoje gastassem tanto tempo na Bíblia quanto em seus celulares, o mundo seria um lugar muito diferente. “Temos que admitir nossa parte no problema”, enfatizou o pastor.

Com informações do Christian Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *